404 Erro - página não encontrada
Desculpe-nos, mas a página que você está procurando não existe.
Você pode ir para página inicial

NOSSAS ÚLTIMAS POSTAGENS

16 dos 25 condenados terão que iniciar cumprimento das penas

Os ministros do  Supremo Tribunal Federal (STF)  decidiram nesta quarta-feira (13) pela execução imediata da pena imposta a vários condenados no processo do mensalão, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu; o ex-presidente do PT e deputado licenciado José Genoino; o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o operador do mensalão, Marcos Valério.

dirceumensalaoApós muita discussão e dúvidas entre os próprios ministros, o Supremo entendeu que os réus terão de iniciar o cumprimento da pena pelos crimes dos quais não recorreram por meio dos embargos infringentes (recursos ao qual têm direito réus que obtiveram pelo menos quatro votos favoráveis nas condenações). Os infringentes só serão julgados no ano que vem.

A decisão foi tomada após proposta do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, que sugeriu que 22 dos 25 condenados, mesmo aqueles que ainda têm recursos pendentes de julgamento, passassem a cumprir as penas de prisão ou prestação de serviços. Outros quatro ministros concordaram com a tese de Barbosa, mas outros seis consideraram que não pode ser executada a pena referente a crime cujo recurso ainda não foi julgado.

Pelo menos 16 condenados terão de cumprir a pena de imediato: os sete que não entraram com embargos infringentes em nenhum dos crimes pelos quais foram condenados, além dos que usaram os infringentes para questionar somente parte das penas.

O Supremo terá agora de contabilizar quais foram os réus que deixaram de questionar punições por meio dos infringentes.

Assim, se um réu recebeu menos de quatro votos favoráveis e mesmo assim resolveu apresentar embargos infringentes, ele não poderá ser preso pelo crime que questionou no recurso. Isso porque o Supremo entendeu que quem tem recurso pendente de julgamento em determinado crime não pode começar a cumprir a pena.

Se um réu deixou de questionar alguma das condenações, terá de iniciar o cumprimento da pena por aquele crime.

Ao final do julgamento, o ministro Luís Roberto Barroso afirmou que somente “cerca de três ou quatro” dos 25 condenados não iniciarão de imediato o cumprimento da pena.

Perguntado se o ex-ministro José Dirceu teria de começar a cumprir a pena desde já – uma vez que questionou por meio de embargos infringentes somente a condenação por formação de quadrilha e não a condenação por corrupção ativa – o ministro respondeu: “Certamente sim”.

Barroso explicou ainda que a decisão sobre a expedição dos mandados de prisão ficará a cargo do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa. A assessoria de imprensa do Supremo informou que nesta quinta-feira será feita uma verificação de quantos condenados terão de iniciar o cumprimento das penas imediatamente e quantos aguardarão em liberdade o julgamento dos embargos infringentes. Só depois disso serão expedidos mandados de prisão.

Eduardo Euzébio, de 18 anos, treinava em Morretes

O ciclista paranaense Eduardo Euzébio, de 18 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) em um acidente na BR-277, no litoral do Paraná. Ele havia sido convocado recentemente para treinos com a seleção brasileira de ciclismo e era registrado pela Federação de Santa Catarina, mas costumava treinar no Paraná. Euzébio pedalava pelo km 49 da rodovia, em Morretes, quando foi atingido ao entrar em um retorno, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

ciclistamortoAinda segundo a PRF, Euzébio pedalava no sentido Paranaguá quando teve a roda da frente da bicicleta atingida por um carro. Ele chegou a ser socorrido por um médico que passava pelo local e pela ambulância da concessionária que administra a rodovia, e foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba, mas não resistiu aos múltiplos ferimentos.

O motorista do carro que o atingiu disse à PRF que estava ultrapassando um caminhão quando o acidente ocorreu, e por isso imagina que o ciclista não tenha visto o veículo.

De acordo com a Confederação Brasileira de Ciclismo, Euzébio era um dos atletas mais promissores da categoria dele, e já vinha sendo convocado para a seleção. No campeonato Brasileiro Júnior de Ciclismo de Pista 2013, ele conquistou duas medalhas de ouro.

O velório do ciclista ocorre nesta quarta-feira, na Capela Central de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O corpo segue na sequência para cremação em Campina Grande do Sul.

Apreensão foi a maior registrada no Brasil em 2014

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu seis toneladas de maconha em um caminhão na BR-277, em Laranjeiras do Sul, na região central do Paraná, na manhã desta quarta-feira (30). De acordo com a polícia, é a maior apreensão de 2014 da droga em todo o Brasil. O motorista, de 31 anos, foi preso.

A maconha estava escondida em um caminhão com a logomarca de uma empresa do ramo alimentício. As placas eram de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Os policiais desconfiaram do veículo e, ao ser parado, o motorista chegou a apresentar documentos e também notas fiscais. Entretanto, elas eram frias, ou seja, não constavam na Receita Federal.

Então, quando a polícia foi conferir a carga, o motorista tentou fugir a pé, mas foi pego logo em seguida. A droga seria levada para Curitiba.

A maior apreensão realizada até então no país tinha sido de quatro toneladas.

Banco pediu que a prefeitura identifique casas atingidas

A Caixa Econômica Federal (CEF) cancelou a liberação do saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para os moradores das regiões de Cascavel, no oeste do Paraná, que foram atingidos pelas chuvas no início do mês de junho. Na sexta-feira (25) a prefeitura chegou a divulgar que os atendimentos para a liberação do fundo começariam no dia 4 de agosto. Porém, na terça-feira (29) a CEF informou à prefeitura que a liberação não vai mais ocorrer, pelo menos, até que a prefeitura apresente um relatório mais completo das casas que foram atingidas pelas chuvas.

De acordo com a CEF, o levantamento realizado pela Defesa Civil do município não atende aos requisitos necessários para a liberação do saque. O banco solicitou que a prefeitura identifique todas as residências atingidas com o endereço completo. A justificativa é de que sem essas informações, trabalhadores que não tiveram as casas danificadas diretamente pelas chuvas, também poderiam sacar o dinheiro.

A Prefeitura de Cascavel informou que com o trabalho realizado pela Defesa Civil só é possível indicar as regiões, bairros, ruas e distritos rurais que podem ter sidos atingidos, sendo impossível idenfiticar as residências individuais.

O município ainda sugeriu ao banco que o morador assinasse uma declaração, onde assumiria a responsabilidade pela informação de que a casa realmente foi danificada pelas chuvas, porém o banco não aceitou.

Ainda segundo a CEF, mais de 35 mil pessoas, que tiveram prejuízos com as chuvas no mês de junho, sacaram o dinheiro do FGTS na região sul do país.

Ação deve cumprir mandados em 50 pontos da cidade

Equipes da Polícia Civil do Paraná estão nas ruas de Curitiba, nesta quarta-feira (30), em uma operação de combate ao jogo do bicho, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, falsidade ideológica e formação de quadrilha. Os policiais devem cumprir mandados de busca e apreensão em 50 pontos na cidade. De acordo com a Polícia Civil, pelo menos 60 pessoas foram presas em flagrante. Destas, 12 pessoas foram detidas em uma casa, chamada de “fortaleza”, que é considerada a central do esquema de jogos do bicho. Ao todo, 170 policiais participam da ação.

Conforme o delegado Robson Barreto, do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), as investigações começaram há três meses. “A investigação primeiro foi pontual, nos pontos de jogos do bicho e verificamos que a grande parte dos estabelecimentos eram ao lado de lotéricas regulares da Caixa Econômica Federal, o que nos trouxe bastante estranheza. Através de monitoramento e investigação, nós chegamos a indícios fortes de crimes de lavagem de dinheiro”, explica o delegado.

Ainda segundo a polícia, a operação começou às 11h, pois durante as investigações, eles perceberam que este era o horário que os motociclistas, que recolhiam os valores dos jogos nos pontos, chegavam à “fortaleza”.