404 Erro - página não encontrada
Desculpe-nos, mas a página que você está procurando não existe.
Você pode ir para página inicial

NOSSAS ÚLTIMAS POSTAGENS

16 dos 25 condenados terão que iniciar cumprimento das penas

Os ministros do  Supremo Tribunal Federal (STF)  decidiram nesta quarta-feira (13) pela execução imediata da pena imposta a vários condenados no processo do mensalão, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu; o ex-presidente do PT e deputado licenciado José Genoino; o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o operador do mensalão, Marcos Valério.

dirceumensalaoApós muita discussão e dúvidas entre os próprios ministros, o Supremo entendeu que os réus terão de iniciar o cumprimento da pena pelos crimes dos quais não recorreram por meio dos embargos infringentes (recursos ao qual têm direito réus que obtiveram pelo menos quatro votos favoráveis nas condenações). Os infringentes só serão julgados no ano que vem.

A decisão foi tomada após proposta do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, que sugeriu que 22 dos 25 condenados, mesmo aqueles que ainda têm recursos pendentes de julgamento, passassem a cumprir as penas de prisão ou prestação de serviços. Outros quatro ministros concordaram com a tese de Barbosa, mas outros seis consideraram que não pode ser executada a pena referente a crime cujo recurso ainda não foi julgado.

Pelo menos 16 condenados terão de cumprir a pena de imediato: os sete que não entraram com embargos infringentes em nenhum dos crimes pelos quais foram condenados, além dos que usaram os infringentes para questionar somente parte das penas.

O Supremo terá agora de contabilizar quais foram os réus que deixaram de questionar punições por meio dos infringentes.

Assim, se um réu recebeu menos de quatro votos favoráveis e mesmo assim resolveu apresentar embargos infringentes, ele não poderá ser preso pelo crime que questionou no recurso. Isso porque o Supremo entendeu que quem tem recurso pendente de julgamento em determinado crime não pode começar a cumprir a pena.

Se um réu deixou de questionar alguma das condenações, terá de iniciar o cumprimento da pena por aquele crime.

Ao final do julgamento, o ministro Luís Roberto Barroso afirmou que somente “cerca de três ou quatro” dos 25 condenados não iniciarão de imediato o cumprimento da pena.

Perguntado se o ex-ministro José Dirceu teria de começar a cumprir a pena desde já – uma vez que questionou por meio de embargos infringentes somente a condenação por formação de quadrilha e não a condenação por corrupção ativa – o ministro respondeu: “Certamente sim”.

Barroso explicou ainda que a decisão sobre a expedição dos mandados de prisão ficará a cargo do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa. A assessoria de imprensa do Supremo informou que nesta quinta-feira será feita uma verificação de quantos condenados terão de iniciar o cumprimento das penas imediatamente e quantos aguardarão em liberdade o julgamento dos embargos infringentes. Só depois disso serão expedidos mandados de prisão.

Eduardo Euzébio, de 18 anos, treinava em Morretes

O ciclista paranaense Eduardo Euzébio, de 18 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) em um acidente na BR-277, no litoral do Paraná. Ele havia sido convocado recentemente para treinos com a seleção brasileira de ciclismo e era registrado pela Federação de Santa Catarina, mas costumava treinar no Paraná. Euzébio pedalava pelo km 49 da rodovia, em Morretes, quando foi atingido ao entrar em um retorno, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

ciclistamortoAinda segundo a PRF, Euzébio pedalava no sentido Paranaguá quando teve a roda da frente da bicicleta atingida por um carro. Ele chegou a ser socorrido por um médico que passava pelo local e pela ambulância da concessionária que administra a rodovia, e foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba, mas não resistiu aos múltiplos ferimentos.

O motorista do carro que o atingiu disse à PRF que estava ultrapassando um caminhão quando o acidente ocorreu, e por isso imagina que o ciclista não tenha visto o veículo.

De acordo com a Confederação Brasileira de Ciclismo, Euzébio era um dos atletas mais promissores da categoria dele, e já vinha sendo convocado para a seleção. No campeonato Brasileiro Júnior de Ciclismo de Pista 2013, ele conquistou duas medalhas de ouro.

O velório do ciclista ocorre nesta quarta-feira, na Capela Central de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O corpo segue na sequência para cremação em Campina Grande do Sul.

Resultado ajudou o Cruzeiro disparar na frente

O Coritiba deu um importante passo em sua luta contra o rebaixamento nesta quarta-feira. Jogando no Couto Pereira, a equipe da casa derrotou o São Paulo de virada por 3 a 1 e deixou a zona da degola do Campeonato Brasileiro pela primeira vez desde a quarta rodada. Para o time tricolor, o resultado significa ver o líder Cruzeiro recuperar sua vantagem de sete pontos, já que a equipe mineira derrotou o Atlético-PR também nesta quarta.

Os são-paulinos estacionaram nos 42 pontos e seguem na segunda colocação da tabela. Já o Coritiba chega a 23 e sobe para a 15ª posição, empurrando Palmeiras e Botafogo para a zona de rebaixamento. O próximo duelo do time paranaense será contra o Sport, no Recife, às 16h do próximo domingo. Os tricolores, por sua vez, jogam ao mesmo tempo contra o rival Corinthians em Itaquera.

O São Paulo veio a campo com alterações em relação ao time que vem conquistando bons resultados. Com uma tendinite no joelho esquerdo, Rogério Ceni foi vetado e deu lugar a Denis. No setor criativo, o suspenso Kaká foi substituído por Michel Bastos.

O Coritiba começou a partida melhor e usou os primeiros minutos para pressionar a marcação visitante. Aos 5min, Alex aproveitou lançamento na área e completou com o braço, mas a arbitragem viu a infração e puniu o veterano com um cartão amarelo. Com o passar dos minutos, o jogo passou a ficar mais equilibrado e concentrado no meio de campo.

A equipe alviverde voltou a ter uma boa oportunidade em cabeçada de Alex aos 21min, que foi espalmada por Denis ao escanteio. A equipe são-paulina retribuiu aos 37min, com o jovem Auro, que tabelou com Ganso, driblou a marcação e chutou à direita da meta de Vanderlei. O primeiro tempo parecia se encaminhar ao empate sem gols, mas, aos 46min, Michel Bastos aproveitou toque de Pato para chutar forte no canto esquerdo e marcar pela primeira vez com a camisa tricolor.

A reação do Coritiba veio no segundo tempo. Aos 15min, Hélder aproveitou rebote de Rafael Tolói e chutou forte de fora da área para estufar no canto esquerdo de Denis. Dois minutos depois, Hélder foi decisivo novamente e cruzou para Joel completar sem chances para o goleiro são-paulino.

Com a desvantagem, o time tricolor precisou correr para buscar o empate, mas viu a defesa anfitriã bem fechada. Aos 31min, Muricy promoveu o retorno de Luís Fabiano no lugar de Denílson. Pouco depois, Osvaldo entrou no lugar de Pato, mas quem marcou foi o Coritiba. Em contra-ataque, Joel arrancou sozinho e tocou na saída de Denis aos 39min.

Resultado não salvou time paulista da zona do rebaixamento

O Palmeiras perdia por 2 a 0, graças a falhas de Juninho e Deola, quando Valdivia entrou no intervalo e mudou o jogo, contribuindo para o time alcançar um empate que poucos acreditavam e até sonhar com a virada. Mas, aos 37, o chileno teve mais um ato irresponsável ao pisar em Amaral e ser expulso. Com um a menos, o Verdão não foi além do 2 a 2 com o Flamengo, resultado que o recoloca na zona de rebaixamento do Brasileiro.

O ponto somado foi mais do que os mais de 19 mil pagantes imaginavam após um primeiro tempo irritante, no qual Juninho perdeu a bola na grande área para Canteros abrir o placar, aos 12, e Deola saiu bisonhamente em lance no qual Eduardo Silva tocou com a mão na bola e ajeitou para Alecsandro fazer outro para o time carioca, aos 31.

O Palmeiras saiu vaiado para o intervalo e Dorival Júnior deixou de inventar, trocando Mouche e Henrique para, enfim, colocar meias no time, apostando em Valdivia e Allione. Logo aos dois minutos, Diogo descontou e, em bela inversão do chileno, Victor Luis, empatou aos 23. A virada parecia certa até que o jogador mais caro do Verdão, de volta após um mês machucado, resolveu pisar em Amaral, ser expulso e deixar sua equipe levar até chute na trave para não perder.

A rodada, contudo, não foi boa para o Palmeiras, que estacionou nos 22 pontos e termina a quarta-feira na 18ª posição. Tenta se recuperar às 18h30 (de Brasília) de domingo, visitando o Goiás. Já o Flamengo é o décimo, com 29 pontos.

Resultado deixa time carioca na zona de rebaixamento

Em partida tumultuada, o Bahia derrotou o Botafogo por 3 a 2, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. O Alvinegro de General Severiano atuou com nove jogadores, a partir dos 15 minutos do segundo tempo, em função das expulsões de Ramirez e Emerson Sheik. O time carioca vencia por 2 a 1, mas com a vantagem numérica, o Bahia criou condições para reverter o resultado.

A derrota fez o Botafogo cair para a 17ª posição, com 22 pontos ganhos, enquanto o Bahia saiu da zona do rebaixamento e agora ocupa a 16ª colocação, com 23 pontos ganhos.

O atacante Emerson Sheik foi o herói e vilão. Ele marcou os dois gols do Botafogo, mas começou a ficar nervoso ao receber o primeiro cartão amarelo e ,logo depois, recebeu o vermelho. Ao sair, ele fez questão de acusar a CBF pela situação e disse que a entidade é uma vergonha.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Criciúma, enquanto o Bahia terá o Vitória pela frente.

Criciúma está na zona do rebaixamento

Lutando contra o rebaixamento, Figueirense e Criciúma ficaram no empate no clássico catarinense disputado nesta quarta-feira pelo Campeonato Brasileiro, em Florianópolis. Em jogo bem disputado, as equipes igualaram em 1 a 1 graças aos tentos marcados por Silvinho, para os visitantes, e Thiago Heleno, para o time da casa.

Com o resultado, o Figueirense foi para a 13ª colocação do torneio nacional, com 26 pontos conquistados. Já o Criciúma ocupa a 19ª posição, com 22, permanecendo na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Figueirense visita o Santos, no domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. No mesmo dia e horário, o Criciúma recebe o Botafogo no Heriberto Hulse.

Mesmo com empate, time gaúcho segue na 3ª posição

O duelo entre Sport e Internacional prometia ser quente, já que ambos brigam por G-4. No entanto, as duas equipes fizeram uma partida morna nesta quarta-feira, na Arena Pernambuco, e ficaram no 0 a 0. O resultado mantém o Inter em 3º, com 38 pontos, e o Sport em 7º, com 32.

O primeiro tempo foi muito truncado, com poucos lances de perigo. O Internacional teve o controle do jogo e mais posse de bola, mas criou poucas jogadas de perigo. Na segunda etapa a partida foi mais aberta. O time gaúcho começou melhor, mas a partir da saída de D’Alessandro viu o Sport crescer e perder chances. O empate acabou ficando de bom tamanho pelo que produziram as equipes.

Agora, o Colorado terá mais uma partida fora de casa no fim de semana, contra o Atlético-PR, em Curitiba. Já o Sport pega outro representante da Dupla Atle-Tiba, o Coxa, domingo, em Recife.

Time baiano segue na zona do rebaixamento

O Vitória conseguiu um resultado muito importante na sua briga para evitar o rebaixamento e frustrou a expectativa do Fluminense de alcançar o G-4 nesta rodada. Em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Barradão, o time rubro-negro derrotou o Tricolor, de virada, por 3 a 1 e melhorou sua posição, embora continue em situação muito complicada.

A equipe de Cristóvão Borges, que desperdiçou a chance de chegar à zona de classificação para a Libertadores, saiu na frente com um gol de Cícero, no primeiro tempo, mas o adversário virou com gols de Dinei, William Henrique e Vinicius.

O resultado fez o Vitória chegar aos 21 pontos e subir para a 18ª posição. O Fluminense segue com 35 pontos, na quinta colocação. O time dirigido por Ney Franco mereceu o resultado porque soube mudar suas características do primeiro para o segundo tempo. O time se tornou mais ofensivo e conseguiu a virada para alegria da sua torcida. O Fluminense foi uma equipe acomodada, que saiu na frente e achou que a vitória por um gol de diferença era suficiente. Depois, não soube conter a reação dos donos da casa.

Na próxima rodada, o Fluminense enfrentará o Flamengo, no clássico do Maracanã. Já o Vitória vai encarar o rival Bahia, no Barradão. Os dois jogos serão realizados no domingo.