Home Esporte

Mourinho deixará o comando do Real Madrid

José Mourinho não é mais técnico do Real Madrid. Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, o presidente do time merengue, Florentino Pérez, disse que “a relação chegou ao fim”.

O português deve retornar ao Chelsea, que vinha sendo comandado interinamente pelo espanhol Rafa Benítez. Mourinho é ídolo no time da capital inglesa, e seu retorno era há tempos um desejo da torcida.

“Gostaria de agradecer a Mourinho por tudo o que fez. Após reunião, chegamos a um acordo para terminar nossa relação ao final da temporada”, informou Pérez.

“Quero agradecer em nome da diretoria o trabalho de Mourinho e dizer que, com ele, realizamos um grande salto no âmbito esportivo. Desejamos muita sorte em sua nova etapa”, completou.

O comandante tinha contrato até 2016, mas, segundo Florentino Pérez, clube e treinador chegaram a um “mútuo acordo” para a saída do luso sem pagamento de multa.

“Claro que a saída não é agradável, mas, depois de três anos, reconhecemos que era o momento de romper a relação”, adicionou o dirigente.

Para o lugar de Mourinho, o nome mais forte é o do italiano Carlo Ancelotti, atualmente no Paris Saint-Germain e com história vitoriosa no Milan. O treinador já disse que deseja deixar o time francês, mesmo tendo conquistado título pelo clube.

O estopim para a saída de José Mourinho, aliás, foi a derrota para o Atlético de Madri, na última sexta, que tirou do Real o título da Copa do Rei. Os blancos não perdiam para o rival desde 1999.

O português permanecerá à frente da equipe da capital espanhola até o fim do campeonato nacional, que ainda tem mais duas rodadas. O Barcelona já é o campeão.

Pelo Real Madrid, o comandante conquistou um Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha. Seu objetivo principal, porém, não foi alcançado: o título da Champions League. Nas últimas três edições, a equipe caiu nas semifinais.

Na atual temporada, inclusive, a relação entre Mourinho e a torcida merengue ficou praticamente insustentável, já que o treinador comprou briga com um dos grandes ídolos da equipe, Iker Casillas, e colocou o goleiro no banco de reservas.

CONTEÚDO RELACIONADO

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta