404 Erro - página não encontrada
Desculpe-nos, mas a página que você está procurando não existe.
Você pode ir para página inicial

NOSSAS ÚLTIMAS POSTAGENS

16 dos 25 condenados terão que iniciar cumprimento das penas

Os ministros do  Supremo Tribunal Federal (STF)  decidiram nesta quarta-feira (13) pela execução imediata da pena imposta a vários condenados no processo do mensalão, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu; o ex-presidente do PT e deputado licenciado José Genoino; o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o operador do mensalão, Marcos Valério.

dirceumensalaoApós muita discussão e dúvidas entre os próprios ministros, o Supremo entendeu que os réus terão de iniciar o cumprimento da pena pelos crimes dos quais não recorreram por meio dos embargos infringentes (recursos ao qual têm direito réus que obtiveram pelo menos quatro votos favoráveis nas condenações). Os infringentes só serão julgados no ano que vem.

A decisão foi tomada após proposta do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, que sugeriu que 22 dos 25 condenados, mesmo aqueles que ainda têm recursos pendentes de julgamento, passassem a cumprir as penas de prisão ou prestação de serviços. Outros quatro ministros concordaram com a tese de Barbosa, mas outros seis consideraram que não pode ser executada a pena referente a crime cujo recurso ainda não foi julgado.

Pelo menos 16 condenados terão de cumprir a pena de imediato: os sete que não entraram com embargos infringentes em nenhum dos crimes pelos quais foram condenados, além dos que usaram os infringentes para questionar somente parte das penas.

O Supremo terá agora de contabilizar quais foram os réus que deixaram de questionar punições por meio dos infringentes.

Assim, se um réu recebeu menos de quatro votos favoráveis e mesmo assim resolveu apresentar embargos infringentes, ele não poderá ser preso pelo crime que questionou no recurso. Isso porque o Supremo entendeu que quem tem recurso pendente de julgamento em determinado crime não pode começar a cumprir a pena.

Se um réu deixou de questionar alguma das condenações, terá de iniciar o cumprimento da pena por aquele crime.

Ao final do julgamento, o ministro Luís Roberto Barroso afirmou que somente “cerca de três ou quatro” dos 25 condenados não iniciarão de imediato o cumprimento da pena.

Perguntado se o ex-ministro José Dirceu teria de começar a cumprir a pena desde já – uma vez que questionou por meio de embargos infringentes somente a condenação por formação de quadrilha e não a condenação por corrupção ativa – o ministro respondeu: “Certamente sim”.

Barroso explicou ainda que a decisão sobre a expedição dos mandados de prisão ficará a cargo do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa. A assessoria de imprensa do Supremo informou que nesta quinta-feira será feita uma verificação de quantos condenados terão de iniciar o cumprimento das penas imediatamente e quantos aguardarão em liberdade o julgamento dos embargos infringentes. Só depois disso serão expedidos mandados de prisão.

Eduardo Euzébio, de 18 anos, treinava em Morretes

O ciclista paranaense Eduardo Euzébio, de 18 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) em um acidente na BR-277, no litoral do Paraná. Ele havia sido convocado recentemente para treinos com a seleção brasileira de ciclismo e era registrado pela Federação de Santa Catarina, mas costumava treinar no Paraná. Euzébio pedalava pelo km 49 da rodovia, em Morretes, quando foi atingido ao entrar em um retorno, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

ciclistamortoAinda segundo a PRF, Euzébio pedalava no sentido Paranaguá quando teve a roda da frente da bicicleta atingida por um carro. Ele chegou a ser socorrido por um médico que passava pelo local e pela ambulância da concessionária que administra a rodovia, e foi encaminhado ao Hospital Cajuru, em Curitiba, mas não resistiu aos múltiplos ferimentos.

O motorista do carro que o atingiu disse à PRF que estava ultrapassando um caminhão quando o acidente ocorreu, e por isso imagina que o ciclista não tenha visto o veículo.

De acordo com a Confederação Brasileira de Ciclismo, Euzébio era um dos atletas mais promissores da categoria dele, e já vinha sendo convocado para a seleção. No campeonato Brasileiro Júnior de Ciclismo de Pista 2013, ele conquistou duas medalhas de ouro.

O velório do ciclista ocorre nesta quarta-feira, na Capela Central de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O corpo segue na sequência para cremação em Campina Grande do Sul.

Depois de vencer na Argentina, time mineiro perdeu por 3 x 0 em casa

O River Plate deu uma aula de como jogar futebol na noite desta quarta-feira, diante de 55 mil cruzeirenses nas arquibancadas. A equipe argentina dominou o confronto  de volta e envolveu os brasileiros para sair vitoriosa por 3 a 0, resultado que garantiu o time na semifinal da Libertadores de 2015. Resta aos celestes “dizerem como se sentem”, como a famosa canção argentina da Copa do Mundo em provocação aos brasileiros.

Muitos achavam a missão do River Plate quase impossível após o 1 a 0 conquistado pelo Cruzeiro no Monumental de Nuñez – a equipe argentina, inclusive, em seis jogos como visitante contra o rival tinha perdido todos. Talvez até mesmo os jogadores celestes já tenham se sentido classificados. Em campo, os mineiros desapareceram e foram engolidos pela tradicional equipe argentina. Os constantes erros cruzeirenses, tanto defensivos quanto ofensivos, e a melhor partida do River até aqui na Libertadores foram a soma perfeita para o atropelo.

A calma do River Plate impressionou no duelo desta quarta-feira. O Cruzeiro até teve uma chance isolada por Willian logo no início, mas nem isso mudou a postura visitante. Com a bola no chão e toques rápidos, o time argentino envolveu os brasileiros na primeira etapa e deu aula de futebol, criando várias chances. O primeiro gol ganhou força e finalmente saiu com Sánchez.

O River continuou em cima e oportunidades não pararam de surgir. Ainda antes do intervalo, o tormento celeste aumentou ainda mais após cabeçada espetacular de Maidana aumentar a vantagem argentina. Os erros cruzeirenses (nervosismo? “já ganhou”?) foram inúmeros e fizeram os argentinos colocarem os donos da casa na “roda”.

Marcelo Oliveira até tentou mexer no time com a entrada de Gabriel Xavier na vaga do apagadíssimo De Arrascaeta, mas ainda assim os visitantes continuaram imensamente superiores. O terceiro gol argentino, que praticamente selou a classificação, veio aos 6min da etapa final, em linda finalização de Téo Gutiérrez.

Foi a deixa para até os torcedores celestes desacreditarem e o início da festa argentina, do tamanho de Buenos Aires. Ao fim do jogo, que ainda teve a expulsão de Gabriel Xavier, o silêncio no Mineirão com o som distante da alegria dos visitantes lembrou um certo Brasil x Alemanha da Copa de 2014.

O River Plate agora tem tempo para pensar no confronto da semifinal. Os jogos só serão disputados em julho, após a Copa América . O adversário da equipe argentina será conhecido nesta quinta, após o confronto entre Racing-ARG e Guaraní-PAR. Os paraguaios venceram a ida, em casa, por 1 a 0.

Coritiba precisa de um empate em Campinas

Foi no sufoco, mas o Coritiba conseguiu fazer sua parte no jogo de ida da Copa do Brasil 2015 e venceu a Ponte Preta , que atuou com uma equipe alternativa, por 2 a 1, no Estádio Couto Pereira. Com o resultado, o Coritiba pode empatar em Campinas para garantir a classificação para a próxima fase da competição. Para a Ponte, o gol do de casa pode ser um trunfo.

Precisando mostrar serviço para seu torcedor, o Coritiba não perdeu tempo e começou pressionado. Mas a equipe paulista não se intimidou e, aos 27min, com um chute de fora da área, Cesinha fez um golaço para abrir o placar.

Atrás no placar, o Coritiba voltou a tentar pressionar, mas mostrou nervosismo. Mas o gol saiu por causa de algo improvável: com dores na coxa, Thiago Galhardo deixou o gramado para a entrada de Negueba. Em seu primeiro lance, aos 43min, o atacante começou a jogada, passou para Ivan que cruzou para Wellington Paulista, de cabeça, deixar tudo igual.

O segundo tempo foi equilibrado, com chances de gols dos dois lados, mas jogo só foi decidido aos 40min, quando Giva recebeu de Rafhael Lucas, ganhou da defesa e bateu para o fundo das redes para fechar a contagem no Alto da Glória.

Quem vencer o confronto encara na próxima fase o vencedor de Flamengo ou Náutico . As duas equipes agora voltam suas atenções pra a Série A do Campeonato Brasileiro enquanto esperam a definição da data do segundo encontro.

Gol de Rafael Moura deu a classificação aos gaúchos

O duelo teve de tudo: gols, expulsões, entradas duras, pressão, sofrimento, discussões, emoção, polêmicas, arena pulsante. Ao fim dos 90 minutos no Beira-Rio, foi a torcida gaúcha que pode comemorar: com um gol no segundo minuto do jogo e outro já nos momentos finais, o Inter conseguiu o 2 a 0 que precisava para avançar à semifinal do torneio e fazer o estádio explodir. Veja todos os detalhes do jogo aqui.

A situação do Inter era complicada após perder por 1 a 0 no último minuto o primeiro jogo, disputado na Colômbia. No Rio Grande do Sul, contudo, o time brasileiro se impôs e não deixou o Santa Fe jogar, principalmente em um segundo tempo excepcional que terminou com duas expulsões dos estrangeiros. E os dois gols do time gaúcho, ironicamente, vieram em bola parada, a melhor jogada dos adversários. O Inter está de volta à semifinal, fase em que não chegava desde 2010, ano que terminou com o bicampeonato colorado.

Tudo o que o Inter queria nesta quarta era um gol no começo do jogo. O sonho de todos os colorados veio antes até do que o mais otimista dos torcedores previa: logo aos 2min, em cobrança de escanteio que terminou em conclusão de Juan, o time gaúcho saiu na frente. O gol ainda veio na melhor jogada do adversário: a bola parada, que fez a torcida do time colorado sofrer no último minuto do jogo na Colômbia.

Após o gol relâmpago, o restante da etapa inicial foi mais brigado do que jogado, com muitas faltas e poucos lances de emoção. O Inter só conseguiu colocar a bola no chão novamente no segundo tempo, quando chegou a fazer blitz e pressão que culminou nas expulsões dos adversários Mosquera e Anchico após dois amarelos. Após muitas chances, o gol salvador finalmente veio só aos 42min, em nova cobrança de escanteio.

Legislativo propõe ajuda para pagar folha do funcionalismo

O presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (27), que vai abrir mão de R$ 87 milhões do Orçamento da Casa para garantir o reajuste salarial do funcionalismo público e ajudar a colocar fim à greve dos professores. “Vamos repassar esses recursos que seriam destinados à Assembleia para permitir que seja concedido o aumento de 12% aos servidores públicos estaduais. O governo enfrenta dificuldades financeiras e vamos dar nossa contribuição, resultado da economia que estamos fazendo com os recursos públicos”, explicou Traiano, que participou pela manhã da reunião do secretariado com o governador Beto Richa e apresentou a proposta.

A participação da Assembleia Legislativa nas negociações com o governo – tanto na mediação para o fim da greve, como na ajuda financeira- foi decisiva para resolver o impasse. Isso possibilitou ao Executivo enviar ao Legislativo nesta quarta-feira o projeto de lei que garante reajuste salarial de 12% ao funcionalismo público.

“A contenção dos gastos da Assembleia possibilitou as condições financeiras necessárias para contribuir com o governo e assegurar o reajuste salarial”, explicou o primeiro-secretário, Plauto Miró (DEM).

De acordo com o projeto do Executivo, que foi lido na sessão plenária desta quarta-feira, serão concedidos 3,45% nos meses de setembro, outubro e novembro – referentes ao IPC de maio a dezembro de 2014. Além disso, o governo propôs a antecipação da data-base dos servidores de 2016 para janeiro, com aplicação integral do IPCA de 2015, hoje projetado em 8,37%.

O governador Beto Richa agradeceu o apoio e a participação da base do governo na Assembleia na discussão do reajuste dos servidores, que permitiu ao Executivo chegar à proposta que está sendo apresentada. O Legislativo vai repassar R$ 87 milhões para o Estado para reduzir o impacto do aumento nas despesas com a folha.

“Chegamos a uma solução em função do esforço feito pelos deputados e pelo governo. Esperamos que todos compreendam o esforço que estamos fazendo. O índice que estamos propondo é o maior do País e está sendo possível porque a solução foi construída em conjunto”, disse Richa.

A proposta segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para receber parecer e na sequência será votada pelo plenário.

Dirigente da APP afirma que categoria dificilmente vai aceitar acordo

O governador Beto Richa apresentou uma nova proposta de reajuste aos servidores públicos do Paraná após a reunião com o secretariado nesta quarta-feira (27). O governo propõe conceder 3,45% de reajuste ainda neste ano parcelado em três vezes, em setembro, outubro e novembro.

Em janeiro, ficaria assegurada desde já, numa nova data base, a reposição do reajuste da inflação de todo o ano de 2015. Nesse caso, de uma vez só. A previsão é de que o reajuste de janeiro seria de 8,50%.

De acordo com os cálculos realizados pela APP, com o novo projeto, os servidores devem perder cerca de 50% dos salários em um período de nove meses. “Amanhã nós vamos realizar uma profunda avaliação sobre cada item durante a reunião do Comando de Greve. A princípio, no entanto, posso afirmar que é improvável que a categoria aceite essa proposta, que estabelece um reajuste menor que a inflação e parcelado só no final do ano”, disse a diretora da APP-Sindicato, Marlei Fernandes.

.Anteriormente, o governador propôs um reajuste salarial de 5% em duas parcelas, mas o projeto não chegou a ser enviado para votação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Desgastados após a votação da ParanáPrevidência, os próprios deputados da base do governo adiantaram que derrubariam a proposta no plenário. Sem acordo entre as partes, a greve dos servidores deve continuar e não tem prazo para terminar.

Investigação aponta que houve suborno em contratos

A investigação da Justiça dos Estados Unidos vai além da suposta participação de dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e empresários em uma possível fraude na escolha dos países-sede das duas próximas Copas do Mundo (Rússia, 2018, e Catar, 2022).

Segundo as autoridades norte-americanas, durante as investigações foram encontrados indícios de práticas ilícitas em outros países. No Brasil, as suspeitas recaem sobre contratos de patrocínio e de transmissão da Copa do Brasil assinados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Conforme um comunicado divulgado nesta quarta-feira (27), pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, “o outro esquema investigado” – além do que apura suspeita de irregularidades na escolha de Rússia e Catar para sediar a Copa do Mundo em 2018 e 2022, respectivamente – está relacionado ao pedido e recebimento de subornos e propinas por autoridades do futebol e executivos de marketing esportivo durante as negociações sobre o direito de transmissão de campeonatos. Entre os eventos citados nominalmente está a Copa do Brasil, organizada pela CBF. A nota também menciona o “pagamento e recebimento de subornos e propinas em conexão com o patrocínio da CBF por uma grande empresa de sportswear dos EUA”. Atualmente, a patrocinadora oficial da CBF é a Nike.

Os nomes de três brasileiros constam da relação de investigados divulgada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Além do ex-presidente da CBF, José Maria Marin, detido esta manhã, em Zurique, Suíça, são citados o empresário José Hawilla, dono da Traffic Group, e José Margulies, dono de empresas de transmissão de eventos esportivos.

Durante entrevista coletiva em Nova York, esta manhã, as autoridades norte-americanas revelaram que o esquema pode ter movimentado mais de US$ 150 milhões em subornos e propinas. Mais seis dirigentes da Fifa, além de José Maria Marin, foram detidos hoje, em Zurique. São eles: o caimanês Jeffrey Webb, o costarriquenho Eduardo Li, o nicaraguense Julio Rocha, o inglês Costas Takkas, o uruguaio Eugenio Figueredo e o venezuelano Rafael Esquivel.

A detenções ocorreram em um hotel onde os dirigentes da Fifa estão reunidos para participar de um congresso da entidade, durante o qual será escolhido, nesta sexta-feira (29), o próximo presidente. Atual mandatário, Joseph Blatter busca seu quinto mandato e é apontado como favorito para vencer a eleição.

Mais cedo, o diretor de comunicação da Fifa, Walter de Gregório, garantiu que a eleição e as escolhas da Rússia e do Catar para sediar as duas próximas Copas do Mundo estão mantidas. Gregório acrescentou que Blatter não é alvo da investigação norte-americana.